Pesquisar este blog

Carregando...

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

KARL MARX E A CRÍTICA DA SOCIEDADE CAPITALISTA


- MODO DE PRODUÇÃO: RELAÇÕES SOCIAIS DE PRODUÇÃO E FORÇAS PRODUTIVAS

- Infraestrutura e superestrutura

- A contradição social como fundamento da realidade sócio-cultural

- A produção social em função da lógica do capital: a mercantilização das relações sociais

- A produção social como produção de valor; ciência e tecnologia; desigualdade, alienação e conflito

- Estado como resultado da luta de classes

- A distinção entre o argumento marxiano e o weberiano a respeito das classes sociais na sociedade moderna

- O MOVIMENTO OPERÁRIO e a transformação social, nos países capitalistas centrais e no BRASIL

- Paradigmas produtivistas e a atualidade do método marxiano - Taylorismo, fordismo e acumulação flexível (ênfase nos modelos de gestão e estratégias para produzir acréscimos de produtividade)

* Interpretar, no que se refere a introdução, as concepções fundamentais de MARX sobre a estrutura e a dinâmica das sociedades de classes, em geral, e da sociedade capitalista, em particular.

* Interpretar o significado da teoria marxista para o entendimento das relações sociais no mundo moderno e o caráter original desta teoria, centrado na noção de contradição.

* Analisar criticamente o movimento operário, o sindicalismo e a problemática da superação da ordem capitalista.


Nenhum comentário: